Crítica | Minions 2: A Origem de Gru | Desligue o seu cérebro e tente apenas rir


Crítica | Coraline (2009) | FS Reviews

Há quanto tempo que vemos notícias de adiamentos da sequência de Minions ? Bom, agora em 2022 finalmente podemos conferir o lançamento de Minions 2: A Origem de Gru, que prometia explorar a origem do personagem apresentado em Meu Malvado Favorito e como ele havia conhecido seus pequenos capangas, mas será que essa espera valeu a pena ? Descubra agora !


Pra início de conversa, como boa parte dos filmes dedicados ao público infanto-juvenil, já era de se esperar que víssemos um roteiro raso, o que infelizmente se confirmou durante nossa experiência, uma vez que, para entregar o máximo de comédia possível, Kyle Balda, diretora da obra, optou por encher linguiça da história, o que foi uma surpresa já que o filme não tem nem 2 horas de duração, sendo consideravelmente curto.


Embora isso possa atrapalhar a compreensão da trama dos personagens, é um preço a se pagar para agradar o público para qual é destinado, com bastante senso de humor e personagens rasos embora carismáticos.


Já quanto aos demais aspectos... bem, a animação da obra é de boa qualidade embora não seja nada impressionante, a dublagem está ótima como sempre e a trilha sonora já é conhecida de muitos.


De maneira geral, podemos dizer que Minions 2: A Origem de Gru pode não ser um bom filme tecnicamente falando, mas que com personagens carismáticos e um bom senso de humor, consegue sim tirar algumas risadas, sendo um filme indicado para se ver em família ou para aqueles que não exigem demais.